Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

Concurso público para a Eletrobras Piauí vai ter inscrições reabertas


A juíza da 2ª Vara Federal de Justiça do Piauí, Maria da Penha Fontenele, determinou, através de mandado de segurança com pedido de liminar, a reabertura das inscrições de concurso púbico para Eletrobras, Distribuição Piauí, encerradas no último domingo (20).
A demanda foi solicitada pelo Conselho Regional de Economia do Piauí (Corecon-PI) que solicita a inclusão do profissional economista para disputar o cargo 01, do edital de número 001/2014. No documento anterior, podiam concorrer à vaga em questão candidatos com curso superior em Administração, Contabilidade e Direito.
“O trabalho de administradores, contadores e economistas se complementa. O edital também não deixa claro que tipo de atribuições os selecionados vão ter. Acreditamos que a não inclusão do economista nesse edital fere o princípio da isonomia”, disse a presidente do Corecon, Teresinha Ferreira.
Além da reabertura das inscrições a instituição quer a retificação do edital. A decisão data de 17 de abril de 2014. O certame público está sob a responsabilidade da empresa EPL Concursos. O edital ofertava 214 vagas e salários de até R$ 5.763. A previsão inicial era de que a prova de múltipla escolha para cargos de nível superior fosse aplicada no dia 25 de maio.
“Esse foi nosso segundo recurso. Entramos primeiro com uma medida administrativa solicitando a alteração, mas não deu resultado. Agora, temos que esperar a Eletrobras se pronunciar. Acredito que, devido os feriados, eles só devem ter sido notificados hoje. Mas avalio que não teremos problemas”, analisa Teresina Ferreira.
 
Posicionamento da Eletrobras Piauí
O Cidadeverde.com entrou em contato com a assessoria de comunicação da empresa para que se pronunciasse sobre o caso. A informação será checada junto ao departamento jurídico da Eletrobras para somente após análise ser comentada oficialmente.
Fonte: cidade verde

Micro-ônibus sobra em curva e vira na PI 459, em Paulistana; fotos

Um micro-ônibus que saiu da cidade de Acauã com destino a Betânia do Piauí virou em uma curva na PI 459, por volta das 19h30 desta segunda-feira, 21, em frente ao canteiro de obras da construtora Terracon, a apenas um quilômetro da zona urbana de Paulistana.
O veículo era conduzido por um homem identificado apenas como Damião e, segundo populares, ele estava acompanhado por um sobrinho.
O micro-ônibus ficou parcialmente destruído, mas os dois ocupantes sofreram apenas ferimentos leves.
O veículo seguia destino a Betânia do Piauí para buscar passageiros que seria transportados para outra região distante de Paulistana.

Fonte: Maria Moura
Fotos: Fábio Nascimento

Mototaxista de Marcolândia tem moto tomada de assalto na BR-316, em Francisco Macedo

O assalto aconteceu por volta das 19h40min desta segunda-feira, (21/04) na BR 316 altura do Povoado Cabeceira deste Município de Francisco Macedo.

Segundo relato da própria vítima Osmar Francisco da Silva, residente na cidade de Marcolândia, um  indivíduo desconhecido teria lhe fretado para levá-lo a cidade de Alegrete do Piauí, que durante o percurso o indivíduo sacou de um cano de ferro simulando ser revólver e deu voz de assalto ordenando que a vitima parasse a moto e seguisse sem olhar para trás que se tratava de um assalto. Ao descer da moto a vitima rapidamente puxou a chave da ignição e atirou no mato correndo em seguida.
A moto envolvida no assalto é uma Yamaha factor 125 de cor roxa, placa KII 1032 de Araripina-PE.
O assaltante sem condições de viajar empurrou a moto em uma estrada vicinal às margens da BR 316, foi quando a vitima se dirigiu até uma residência próxima e pediu socorro ligando para a Policia que logo entrou em diligencia e localizaram a moto escondida na estrada de chão.
Por volta das 23h10 o elemento se aproximou de um estabelecimento situado na entrada da cidade pedindo socorro alegando ter sido assaltado, o individuo ainda trocou de roupara com objetivo de dificultar seu reconhecimento. Pediu carona a um caminhoneiro que passava pela BR, foi quando a policia foi informada e uma guarnição formada pelo Cabo Coelho e o soldado Gildemar  interceptaram o caminhão e efetuaram a prisão do elemento identificado por Antônio Janicler Bernardino da Silva, 27 anos, natural de Antonina do Norte-CE.
O elemento confessou o delito, e em seguida foi levado para a Delegacia Regional para a lavratura do flagrante.

FM News

Marcelo Castro é acusado de usar dinheiro público para enriquecer parentes

O pré-candidato a governador do Piauí, pelo PMDB, Marcelo Castro é acusado de se valer do mandato para enriquecer a família. Ele estaria usando verbas de emendas parlamentares e dos Ministérios para obras que são construídas pelos irmãos. Jornalistas investigativos do Portal AI5 (que não se rende, nem se vende) descobriram que Marcelo teria comprado emendas do ex-senador Alberto Silva (que Deus o tenha!), para poder transformar em dinheiro em benefício da Construtora Jurema, de seus irmãos.
Pelas investigações, mais de 90 por cento, precisamente, 92%, das verbas federais que Marcelo Castro conseguiu para supostas obras no Piauí, foram destinadas às empresas de sua família, ou seja, pela Jurema, dos irmãos Humberto e João Castro, Vanguarda (de Jivago Castro). Os oito por cento restantes foram pagos para empresas-construtoras de ‘laranjas’ do parlamentar.
Marcelo Castro que abandonou a medicina – ele é medico psiquiatra – pela política, se vangloria de ter se transformado num ‘especialista em estradas’. Tanto que para executar as obras pagas com o dinheiro público que ele consegue em Brasília, seja dos ministérios, seja de suas emendas parlamentares, teve que indicar o cunhado Sebastião Ribeiro, o Tião Sorriso, para dirigir o Dnit no Piauí. Por esse departamento, saem muitas obras pagas com as verbas conseguidas por Marcelo Castro.
Mas Marcelo Castro não é generoso apenas com os parentes daqui. Segundo o blog de Luis Cardoso, do Maranhão, em 2010, ele destinou R$ 3 milhões de suas emendas parlamentares para o Pronto Socorro de Urgência de São Luís, Maranhão, o Socorrão. O dinheiro foi usado para pagar serviços de tomografia a empresa pertence a seu irmão, o médico Flávio Castro.
No final de 2012, ele conseguiu que o então ministro Alexandre Padilha, da Saúde, liberasse R$ 7 milhões para a prefeitura de São Luis (MA) pagar o que devia a essa empresa de seu irmão.
Marcelo Castro não foi localizado na manhã desta terça-feira, em seu gabinete em Brasília, local de trabalho.
FONTE: AI5 Piauí

VEREADOR BIRICA DIZ O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM OBRAS INACABADAS EM MARCOLÂNDIA

VEREADOR DO PARTIDO DOS TRABALHADORES DE MARCOLÂNDIA BIRICA
CRECHE MUNICIPAL- Recursos FNDE, Fundo Nacional de Desenvolvimento:     Início de vigência no dia  18 de outubro de 2010 e o seu término no dia 20 de janeiro de 2014. Recurso Liberado  no valor do convênio 564.683,42, entre  08 de novembro  de 2010 a 20 de junho de 2013, já foram liberados o valor expressivo de 539.706,29. 

Segundo o Vereador Birica, em entrevista para o Blog, falou que  procurou  junto a comissão a Empresa responsável e nenhuma justificativa, ou seja, abandono da Obra com um grande desrespeito a cidade de Marcolândia, o nome da Empresa é ( ESTEL SERVIÇOS E EMPREENDIMENTOS  ) e segundo o Vereador é caso que cabe o Ministério Público.


CAMPO DE FUTEBOL-  Está com pendências  de documentos municípios/estados, é uma obra que ainda tem vigência e recursos.

POLIESPORTIVO-  De acordo com o Vereador, que faz parte da comissão de Obras inacabadas foi liberado no dia 03 de janeiro de 2013, o recurso de 140.400,00, para reforma do poli-esportivo de Marcolândia e que esses valores se encontram depositados em uma conta Poupança da Prefeitura municipal de Marcolândia  e são oriundos do Ministério do Esporte,  Vereador Birica diz que vai pedira  aplicação deste recurso tendo em vista que o Poli-Esportivo necessita desta reforma.

LEMBRANDO QUE EXCETO O POLI-ESPORTIVO QUE É REFORMA, ESTÁS OBRAS JÁ ERAM PARA TEREM SIDO ACABADAS NA GESTÃO PASSADA.

Fonte: Marcolândia Notícias

PESQUISA aponta vitória de Wellington Dias ao Governo do Piauí em todos os cenários. Veja os números

O senador Wellington Dias (PT) mantém sua tranquila liderança na disputa pelo Governo do Estado nas eleições gerais deste ano. Ele tem 19,17 pontos percentuais de vantagem sobre a soma de todos os outros pré-candidatos ao Governo. Se as eleições fossem hoje, Wellington Dias seria eleito no primeiro turno com 51,28% dos votos.
A conclusão é da primeira pesquisa de intenções de votos para o Governo do Estado após a posse do governador Zé Filho (PMDB), feita pelo Instituto Piauiense de Opinião Pública (Amostragem) para o Sistema Integrado de Comunicação Meio Norte, em uma série de levantamentos a serem realizados até o dia 4 de outubro deste ano.
A pesquisa do Instituto Amostragem, realizada entre os dias 11 e 15 de abril, apontou que nas intenções de voto estimuladas ao cargo de governador, o deputado federal Marcelo Castro (PMDB) e o ex-senador Mão Santa (PSC) apresentam-se tecnicamente empatados, respectivamente, com 14,78% e 14,25%.
O pré-candidato do SDD, QuemQuem, aparece na pesquisa com 1,32% das intenções de voto estimuladas; Daniel Solon (PSTU) tem 0,88%; e o pré-candidato do PSOL ao Governo do Estado, Maklandel Aquino, tem 0,88% das intenções de voto estimuladas.
A soma das intenções de voto Marcelo Castro, de Mão Santa, Quem Quem, Daniel Solon e Maklandel Aquino é 32,11%.
“O candidato é eleito no primeiro turno quando consegue 50% mais um dos votos válidos, que exclui os votos nulos e em branco. Neste caso, Wellington Dias tem 51,28% das intenções de voto estimuladas, percentual maior do que a soma de todos os seus adversários, que é 32,11% das intenções estimuladas”, afirmou o presidente do Instituto Amostragem, estatístico e professor universitário João Batista Teles.
Os indecisos somaram 8,62% e os eleitores que responderam que votaria nulo ou branco representam 8%.
A pesquisa do Instituto Amostragem foi realizada com 1.137 eleitores, distribuídos em 43 municípios pertencentes às 15 microrregiões homogêneas do Piauí.
A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Piauí sob protocolo número PI 00031/2014.
Petista venceria no 1º turno com Zé Filho
Wellington Dias venceria também no primeiro turno se a disputa pelo Governo do Estado tivesse a candidatura do governador Zé Filho (PMDB) à reeleição.
Neste cenário, Wellington Dias teria 53,30% das intenções de voto estimuladas; Mão Santa teria 15,22%; Zé Filho teria 10,29% das intenções de voto; Daniel Solon teria 1,67%; Maklandel Aquino teria 0,79% e QuemQuem 0,62%.
Os indecisos ficariam 8,88% e os que querem votar nulo ou em branco ficariam com 9,23%.
Dias venceria disputa direta contra Zé Filho
Em uma hipotética disputa entre apenas Wellington Dias e Zé Filho, o senador petista também ganharia no primeiro turno.
Neste cenário, Wellington Dias obteria 64,29% das intenções de voto estimuladas; Zé Filho teria 17,77% das intenções de voto e os indecisos ficariam em 6,63% e os que querem votar em branco ou nulo ficariam em 11,61%.
Contra Marcelo, senador teria 61,3% dos votos
O Instituto Amostragem escolheu como cenário virtual um confronto exclusivo entre o senador Wellington Dias e o deputado federal Marcelo Castro.
Neste quadro, Dias alcançaria 61,30% das intenções de voto estimuladas e Marcelo Castro ficaria com 22,25%. Os indecisos somariam 6,51% e os que intencionam votar nulo ou branco atingiriam 9,94%.
No cenário com uma disputa exclusiva entre Wellington Dias e Mão Santa, o senador petista ficaria com 60,60% e o ex-senador e ex-governador Mão Santa ficaria com 22,52% das intenções de voto estimuladas. Os indecisos somam 5,89% e os que votariam nulo e branco são 10,99%.
Wellington tem 51,9% na microrregião de Teresina
O pré-candidato do PT ao Governo do Estado, Wellington Dias tem na microrregião Teresina 51,98% das intenções voto.
Mão Santa tem na microrregião de Teresina 11,25% das intenções de voto, empatado com Marcelo Castro, que tem o mesmo percentual de intenções de voto.
Wellington Dias tem o maior percentual de intenções na Chapada do Extremo Sul, na região de Corrente, com 66,67%. Seu menor índice, de 40% está na microrregião de Valença do Piauí.
Dias e Mão Santa empatam na microrregião do litoral piauiense, onde fica Parnaíba, terra do ex-senador. Wellington Dias tem 38,89% das intenções de voto estimuladas e Mão Santa tem 36,11% .
Mão Santa tem sua performance no litoral piauiense e o menor, 6,67%, nas microrregiões Alto Parnaíba Piauiense, que é a região de Uruçuí e na Chapada Extremo Sul.
Marcelo Castro tem sua melhor performance na microrregião de Bertolínia, com 41,18% das intenções de voto estimuladas e o mais baixo desempenho na microrregião de Pio IX, com 4,35% das intenções.
Mão Santa tem maior rejeição entre pré-candidatos
Mão Santa tem a maior rejeição entre os pré-candidatos ao Governo do Estado nas eleições gerais deste ano.
Ele tem rejeição de 31,40% dos eleitores, que não votariam em seu nome de jeito nenhum para governador do Piauí.
Em segundo lugar entre os mais rejeitados vem QuemQuem, com 27% da rejeição dos eleitores. Daniel Solon é o terceiro mais rejeitado com 19,44%, seguido de Maklandel Aquino, com 18,29% e Marcelo Castro, com 15,39% das rejeições estimuladas.
Wellington Dias e Zé Filho têm as menores rejeições, respectivamente com 11,52% e 13,72%.
Os eleitores que não rejeitam nenhum candidato somaram 5,89%; os que não quiseram opinar ou souberam rejeitar os candidatos totalizaram 9,27% ; e os que votariam nulo ou branco na rejeição representam 3,25%.
O estatístico João Batista Teles esclarece que a soma das percentagens de rejeição totaliza mais de 100% porque um eleitor pode rejeitar mais de um nome.

Wellington tem maioria entre todos os segmentos
Em um caso raro na disputa eleitoral para governador, Wellington Dias tem a maioria das intenções de voto entre todos os segmentos de eleitores piauienses.
Wellington Dias tem equilíbrio de intenções de voto estimulado entre os eleitores masculinos e femininos. Tem 50,92% entre os homens e 51,61% entre as mulheres.
Ele tem maior tendência entre os eleitores jovens de 16 a 17 anos, com 76,67% das intenções e na faixa etária de 18 a 24 anos, entre 60%; a menor taxa de intenções de voto de Dias ocorre entre as idades entre 35 a 44 anos, que é de 45,62%; e entre 45 a 59 anos de idade, com 45,73%. Entre os eleitores com 60 ou mais anos de idade tem 47,89%.
Wellington Dias tem 56,99% das intenções de voto entre os eleitores analfabetos e em quem tem até o ensino médio tem 55,89%. Ele tem entre os eleitores com curso superior tem 37,78%.
A aceitação de Wellington Dias em relação à renda familiar dos eleitores sua maior aceitação entre os eleitores com até dois salários mínimos, com 53%. Acima de dez salários, Wellington Dias tem 35,48% das intenções de voto.
Mão Santa tem também equilíbrio entre os sexos masculino e feminino, com 14,47% nos homens e 14,04% entre as mulheres. Ele tem 17,89% das intenções de voto entre os eleitores com 60 ou mais anos de idade e 11,96% no eleitorado de 25 a 34 anos. Quando ao grau de instrução, Mão Santa obtém seu maior percentual de voto entre os eleitores analfabetos, com 18,28%.
Por Adauto Ferreira - Portal Novos Tempos - Fonte: Instituto Amostragem divulgada nesta quinta-feira (17/04), pelo jornal Meio Norte

PESQUISA do Amostragem para presidente no Piauí: Dilma 59,89%, Aécio 13,46,% e Eduardo Campos 12,58%

A edição do Jornal Meio Norte, desta segunda-feira (21/04), apresenta os dados da pesquisa do Instituto Amostragem para a presidência da República. Na pesquisa estimulada, se a eleição fosse hoje, a presidente Dilma Rousseff (PT) venceria os adversários ainda no primeiro turno, com 59,89% das intenções de votos.
O senador mineiro Aécio Neves (PSDB) aparece em segundo lugar com  13,46% das intenções de voto estimuladas. O tucano é seguido pelo pré-candidato e ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que tem 12,58% das intenções de voto. A pesquisa foi realizada entre os dias 11 e 15 de abril pelo Instituto Piauiense de Opinião Pública (Amostragem) para o Sistema Integrado de Comunicação Meio Norte, a primeira feita em 2014. Registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo de número BR-00076/2014.
O pré-candidato do PSOL, Randolfe Rodrigues, tem 0,97% das intenções de voto estimuladas. Os eleitores indecisos representam 6,42% e os que responderam que votarão nulo ou branco são 6,68%. A pesquisa entrevistou 1.137 eleitores em 43 municípios distribuídos nas 15 microrregiões homogêneas do Piauí. A margem de erro para este tamanho de amostra é de 2,85% para mais ou para menos.
66fe143c76945fedbdc4fcdf6edae035.jpg
TUCANO É CAMPEÃO DE REJEIÇÃO NO PI
O senador Aécio Neves possui a maior rejeição dos eleitores piauienses. Segundo pesquisa, esse número chegaria a 30,61%. Ele ficou a frente do candidato do PSOL, Randolfe Rodrigues, que tem 29,73% de rejeição. Em seguida aparece o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, com 23,92% de rejeição.
A presidente Dilma Rousseff tem a menor rejeição entre os candidatos. Ela aparece com 21,81% de rejeição entre os eleitores piauiense. Os eleitores que não rejeitam nenhum nome para a Presidência da República somam 7,21% e os que votariam em branco ou nulos são 3,87%. Os que não souberam ou não quiseram opinar sobre a rejeição aos candidatos somaram 8,8%.
3141710d4c4aee0b000fd31e42d554a6.jpg
DILMA LIDERA NA PESQUISA ESPONTÂNEA
Dilma Rousseff (PT) mantém a liderança para à Presidência da República com 36,50% nas intenções de voto também na pesquisa espontâneas no Piauí. Ela é seguida pelo ex-presidente Lula, que foi lembrado por 8,27% dos piauienses. Aécio Neves vem em terceiro lugar com 4,13%.
Eduardo Campos aparece apenas com 3,87% nas intenções de voto espontâneas. O nome dele vem empatodo com sua pré-candidata à vice-presidência, Marina Silva (PSB), que foi lembrada por 3,69% dos eleitores. O ex-governador de São Paulo José Serra foi lembrado espontaneamente por 1,23% . Os indecisos somam 38,52% na pesquisa de intenções de voto espontâneas e os que responderam que votarão nulo ou branco representam 2,73%.
Nomes lembrados espontaneamente para presidência como Fernando Henrique Cardoso, Cristóvão Buarque, Mão Santa, Wellington Dias, Wilson Martins, Fernando Collor de Melo e Geraldo Alckmin pontuaram com menos de 1%.
GOVERNO DILMA É BEM AVALIADO POR 66,67% DOS PIAUIENSES
Segundo Amostragem, 66,67% dos eleitores piauienses aprovam a administração da presidente Dilma Rousseff e apenas 28,41% desaprovam a gestão da petista a frente da presidência do país. Dos entrevistados, 4,93%,não souberam ou não quiseram avaliar a gestão de Dilma Rousseff.
Para 48,20% dos eleitores piauienses, a administração da presidente Dilma é ótima ou boa. A avaliação conceitual da administração da presidente Dilma Rousseff recebeu dos eleitores do Piauí 48,20% de ótimo ou bom contra 13,02% de ruim ou péssimo, apurou a pesquisa do Instituto Amostragem.
O eleitorado que classificou a administração da presidente Dilma Rousseff como regular somou 37,47%. Os eleitores que não souberam ou não quiseram conceituar a administração da Dilma Rousseff.
Fonte: Com informações do Jornal e Portal Meio Norte
Por Adauto Ferreira - Portal Novos Tempos

Acidente deixa quatro mortos no Sertão pernambucano



Foto: Gerisvan Tavares
A volta do feriadão virou tragédia familiar na rodovia PE-555, em Lagoa Grande, no Sertão de Pernambuco, onde uma colisão matou quatro dos seis ocupantes de um Fiat Linea de placas não informadas. As vítimas são o motorista do veículo, Edson da Silva Rodrigues, as filhas dele, as gêmeas Naiane e Naielen, de 12 anos, e um sobrinho ainda não identificado. As informações foram passadas por um parente das vítimas, Carlos Antônio, que informou ainda que a esposa de Edson, Elisângela Vieira, de 30 anos, e a filha do casal, Ellen, de cinco anos, ficaram feridas e estão no Hospital de Urgências e Traumas, em Petrolina. O familiar não soube informar sobre os ocupantes do outro carro envolvido no acidente, também não identificado.

A família de Edson da Silva Rodrigues regressava da visita a parentes na cidade de Ouricuri, onde passara o feriadão. Segundo informações não confirmadas atribuídas à Polícia Militar o acidente teria ocorrido aproximadamente às 15h30, envolvendo nove pessoas, incluindo um bebê recém-nascido que sofrera apenas leves escoriações, motivando o acionamento de duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

REGIÃO METROPOLITANA – Apesar da tragédia no Sertão, a movimentação nas estradas da Região Metropolitana do Recife foi tranquila, apesar da lentidão tradicional nas BRs-232 e BRs-101, que dão acesso aos litorais e ao Agreste do Estado, principalmente às cidades de Gravatá, Caruaru e Brejo da Madre de Deus (onde é encenado o espetáculo da Paixão de Cristo). A retenção na BR-232 começou já no final da manhã e o trânsito ficou lento durante toda a tarde de ontem. A Serra das Russas foi um dos trechos mais críticos, segundo a Polícia Rodoviária Federal.

Na BR-101, estrada que dá acesso às praias dos litorais Norte e Sul, o movimento também foi grande depois de meio-dia até perto das 18h, sobretudo nos trechos urbanos de Igarassu, Abreu e Lima e Cabo de Santo Agostinho. A saída da Ilha de Itamaracá, no Litoral Norte, próximo ao município de Itapissuma, foi outro local onde foi registrada uma intensa movimentação de veículos.

O balanço oficial do feriado prolongado, fornecido pela PRF, só será divulgado hoje, a partir das 10h, segundo informações da assessoria do órgão. A Operação Semana Santa, que uniu as datas comemorativas da Páscoa e o Dia de Tiradentes, só foi concluída às 23h59 de ontem.


Informações do DP

Prazo para alistamento eleitoral termina em 7 de maio


Termina em 7 de maio o prazo para alistamento eleitoral, e também para que o eleitor requeira a transferência do título eleitoral, solicite transferência para votar em uma seção eleitoral especial ou ainda regularize pendências com a Justiça Eleitoral. Qualquer desses serviços estão disponíveis nos Cartórios Eleitorais, que funcionam das 8:00 às 14 horas.
Para requerer o título de eleitor, é necessário apresentar o documento oficial de identificação com foto e o comprovante de residência, além do certificado de quitação do serviço militar obrigatório para pessoas do sexo masculino, maiores de 18 anos.
Já para solicitar a transferência do domicílio eleitoral nos casos em que eleitor muda de município, estado ou país, é preciso apresentar o documento de identificação com foto, o título de eleitor e um comprovante de residência. O requerente também deverá estar quite com a Justiça Eleitoral, ou seja, ter cumprido obrigações legais, ter obtido o primeiro título ou feito a última transferência há pelo menos um ano e residir no novo domicílio há, no mínimo, três meses.
Também termina no dia 7 de maio o prazo para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida solicitar a transferência do local de votação para uma Seção Eleitoral Especial.
Fonte: TRE-PI

Wilson Martins lidera disputa pelo Senado em nova pesquisa; veja números


O ex-governador Wilson Martins (PSB) está liderando a disputa por uma vaga pelo Senado com 39,14% das intenções de voto estimuladas, apontou pesquisa realizada pelo Instituto Piauiense de Opinião Pública (Amostragem), para o Sistema Integrado de Comunicação Meio Norte, entre os dias 11 a 15 de abril.
A pesquisa do Instituto Amostragem revelou que o senador João Vicente Claudino (PTB), candidato à reeleição, tem 30,96% das intenções de voto estimuladas. Já o pré-candidato do SDD (Solidariedade) ao Senado, José Maia Filho, o Mainha, tem 9,5% das intenções de voto estimuladas.
Os eleitores que disseram que irão anular seus votos ou votar em branco somam 13,1% e os que não sabem ou não quiseram opinar sobre quem irão votar para senador são 7,3%.
A pesquisa entrevistou 1.137 eleitores em 43 municípios distribuídos nas 15 microrregiões homogêneas do Piauí. A margem de erro para este tamanho de amostra é de 2,85% para mais ou para menos.
A pesquisa eleitoral foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo de número PI-00031/2014.
Rejeição
Mainha é o pré-candidato ao Senado com maior índice de rejeição dos eleitores  piauienses, com 37,91%. Em seguida aparecem João Vicente Claudino, com 31,4% de rejeição, e o ex-governador Wilson Martins, com 24,89%.
A pesquisa do Instituto Amostragem aponta que 7,65% dos eleitores não sabem ou não querem opinar sobre a rejeição a candidatos e 6,33% dos eleitores disseram que querem votar nulo ou em branco, e 6,86% dos eleitores não rejeitam nenhum dos candidatos.
O presidente do Instituto Amostragem, estatístico e professor universitário João Batista Teles, explica que a soma dos percentuais de rejeição aos candidatos ao Senado no Piauí totaliza mais de 100% porque um eleitor pode rejeitar mais de um nome.
Espontânea
Na pesquisa, quando o entrevistador não mostra os nomes dos candidatos envolvidos na disputa ao eleitor, o ex-governador Wilson Martins tem 9,85% das intenções de voto para o Senado. João Vicente Claudino tem 4,75% e Mainha tem 0,44%.
O senador Wellington Dias (PT) também foi lembrado por 1,76% dos eleitores; o ex-senador Francisco de Assis de Moraes Souza, o Mão Santa (PSC), é lembrado por 1,67% dos eleitores para o cargo; e, o deputado federal Hugo Napoleão (PSD) é lembrado espontaneamente por 1,14% dos eleitores.
Nomes lembrados espontaneamente para o Senado Ciro Nogueira, Marcelo Castro, Heráclito Fortes, Freitas Neto, Dilma Rousseff e Robert Rios pontuaram com menos de 1%.
Regiões
Em relação às microrregiões, Wilson Martins atinge seu pico na microrregião do Alto Parnaíba Piauiense, com 73,33% das intenções de voto estimuladas, enquanto tem o menor apoio na microrregião do Alto Médio Gurgueia, com 19,35% das intenções de voto.
João Vicente Claudino atinge seu pico na microrregião do Litoral Piauiense, com 45,37% das intenções de voto estimuladas, enquanto tem o menor apoio na microrregião das Chapadas Extremo Sul, com 10% das intenções de voto estimuladas.
Mainha atinge seu pico na microrregião de Teresina, com 13,68% das intenções de voto estimuladas, enquanto tem o menor apoio nas microrregiões do Alto Parnaíba Piauiense, de Bertolínia e de Pio IX, onde não pontuou.
Na microrregião de Teresina, Wilson Martins tem 38,30% das intenções estimuladas de voto e João Vicente Claudino, 24,01% das intenções estimuladas de votos.