Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

Senador petista que defende controle da mídia, recebeu R$ 14 milhões de propina do Petrolão, diz jornal

O vídeo divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo, mostra Alberto Ferreira, gerente aposentado da Petrobras, afirmando que assinou cheques no total de R$ 14 milhões para a campanha de Humberto Costa, atual Senador  pelo PT de Pernambuco, que na ocasião era candidato ao governo de Pernambuco.


Segundo informado pelo jornal, os cheques foram emitidos nos nomes das construtoras Schahin e Odebrecht e tinham como destino a campanha de Humberto Costa.


Humberto Costa falou através de sua assessoria sobre o fato e negou qualquer envolvimento com Alberto Ferreira.  Sobre o vídeo, o senador já entrou com uma ação judicial para que ele seja retirado da internet.

ELEIÇÕES 2016 EM ARARIPINA - LULA SAMPAIO DECIDIRÁ APOIO ATÉ 06/05


Nas últimas horas Araripina foi tomada por uma série de especulações de que Lula Sampaio já teria decidido apoio a uma pré-candidatura. Seu apoio vem sendo disputado pelos grupos uma vez que poderá significar o divisor de águas desta campanha. Além de um grupo coeso, formado por militantes aguerridos nas campanhas tem o próprio Lula que se agiganta na busca de apoio na cidade, distritos e zona rural.

Por outro lado, a história recente da sua troca no comando do município por Alexandre Arraes não foi um bom negócio para a população, principalmente o povo humilde dos bairros, sítios e serras. Isso deixou um ressentimento muito forte nesse segmento da população que poderá se refletir em favor de Lula nesta campanha.


Lula Sampaio atribui essas especulações sobre seu apoio às conversas recentes com os grupos que ainda estão sem definição, mas tanto sua decisão quanto de membros de outros blocos deverão sair até o dia seis de maio, uma sexta-feira.

Fonte: Blog do Fredsom Paiva

Piauí será contemplado com novas linhas de financiamento em energia

O governador Wellington Dias recebeu comunicado do diretor de Ativos de Terceiros do Banco do Nordeste, Luiz Carlos Everton de Farias, destacando a luta e o empenho do gestor piauiense pela aprovação, por parte do Ministério da Integração Nacional, de nova regulamentação que permite aos Fundos de Investimentos Regionais financiarem, até o limite de 60% total de projeto de geração de energia por aproveitamento das fontes de biomassa, pequenas centrais hidrelétricas, parques eólicos e centrais fotovoltaicas (energia solar).
De acordo com o Ministério da Integração nacional, os Fundos Constitucionais e deDesenvolvimento para as Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste ampliarão suas linhas de financiamento para o setor energético. A medida, publicada nesta segunda-feira (25), no Diário Oficial da União, garantirá investimentos no setor para diversificar a matriz energética com fontes limpas e renováveis.
99f822742cb539d78435d40bc39629f1
Conforme nota do Ministério, os Conselhos Deliberativos dos Fundos regulamentarão as prioridades decrédito e os limites das operações. “Estima-se que as contratações do setor energético junto aos bancos operadores tenham um incremento de R$ 1,5 bilhão, da previsão de R$ 26,3 bilhões destinados pelos fundos regionais para investimentos em todos os setores econômicos.”
Avaliam os técnicos do Ministério da Integração que a projeção é de um crescimento de 7,32% do PIB das três regiões, que poderá ultrapassar R$ 9,3 bilhões e a geração de 40 mil postos de trabalho no setor de energia. No total, a expectativa é de que os fundos vão gerar 580 mil postos de trabalho em 2016. Estimativas para os próximos quatro anos indicam investimentos de R$ 112 bilhões pelos Fundos Regionais.
O potencial piauiense
O governador Wellington Dias tem particular interesse nesses investimentos, considerando que o estado vem sendo apontado como um dos territórios de maior potência na exploração de energias renováveis. Parques de produção de energia limpa vêm se espalhando pelo litoral e por grande parte do sertão piauiense, com a perspectiva de transformar vidas de milhares de famílias que sofrem os efeitos da grande estiagem, uma vez que sobrevivem da plantação. Só a instalação das torres de geração de energia significa uma nova fonte de renda e até mais lucrativa, em muitos casos, para o agricultor que aluga um pedaço de chão para instalação dos equipamentos. Há especial destaque no aquecimento econômico dos mercados locais e o incentivo à formação profissional no setor.
O secretário de Estado da Mineração, Petróleo e Energias Renováveis do Piauí, Luís Coelho, comemora o que chama de “revolução” o que vai acontecer nos próximos anos, com a implantação de novos parques eólicos e painéis solares, para produzir mais energia, suficiente para abastecer todo o Piauí e parte do Nordeste. “O Piauí produz atualmente mais energia do que consome, cerca de 750 megawatts, com os parques do norte, que fornecem parte da energia que abastece a região de Piripiri, e da região do Araripe, responsável por fornecer parte da energia para abastecer a região de Picos. O restante da energia produzida hoje é vendido para outros estados”, explica.
Até o início do mês março passado, o Piauí possuía 15 parque eólicos, com capacidade de produção (em potência instalada) de 750 megawatts para atender a uma população de 4 milhões de habitantes. Os parques eólicos empregam cerca de 3 mil trabalhadores nos municípios. Se forem acrescentados os parques em construção ou sendo concluídos serão 42, viabilizando a produção 1,1 de gigawatt de energia.
Luis Coelho lembra que só o Grupo Votorantim está implantando no Sul do Piauí o maior parque eólico já instalado no estado, com 300 turbinas ou aerogeradores, espalhados em propriedades rurais nos municípios de Curral Novo, Betânia do Piauí e Paulistana. O parque tem capacidade de produção de 628 megawatts de energia, o que equivale a três barragens de Boa Esperança, hidroelétrica instalada em Guadalupe. A Votoratim investe R$ 3,3 bilhões no empreendimento.
Outro projeto em fase de implantação prevê a montagem de um megaparque eólico, na Serra da Ibiapaba, na fronteira com o Ceará, compreendendo a região de Assunção do Piauí, Buriti dos Montes e São Miguel do Tapuio, que deverá produzir 4,4 gigawatts (4 mil megawatts) de energia. Ou seja, vai multiplicar por quatro tudo que já foi implantado no Piauí em energia eólica.
O secretário informa que existem pelo menos três projetos relacionados ao ICMS da energia limpa tramitando no Congresso para beneficiar os estados produtores. “O assunto interessa não só ao Piauí, mas a todos os estados produtores de energia, principalmente nas regiões Norte e Nordeste”, acrescenta.
Empresas estão chegando
Uma das mais recentes empresas a se instalar no Piauí é a Contour Global, com sede em Nova York, que comprou participações acionárias em parques eólicos que estão sendo construídos no estado, um dos quais a Chapada do Piauí, inaugurado recentemente. Ao todo, os projetos vão consumir investimentos de R$ 1,8 bilhão (US$ 845 milhões). Segundo o governador Wellington Dias, esse último empreendimento abrange os parques Chapada do Piauí II e III, contemplando os municípios de Marcolândia, Simões, Padre Marcos e Caldeirão Grande. O parque possui uma capacidade para gerar 436 MW, o que representa um potencial para fornecer energia para mais de um milhão de residências.
“É um ganho significativo para o Piauí”, garante Wellington Dias, que recentemente esteve na Europa tratando de atrair mais investimento de empresas internacionais para o setor. “O Piauí quer produzir, ainda nesta década, tudo o que o Brasil produzia até o ano de 2014, algo em torno de 6 ou 7 gigawatts”, vislumbra o gestor.
Cidade Verde

Dilma deve anunciar reajuste no IR e no Bolsa Família neste domingo

O Globo
BRASÍLIA — A presidente Dilma Rousseff anunciará neste domingo, em evento do Dia do Trabalho em São Paulo, um aumento escalonado nos benefícios do Bolsa Família. Segundo auxiliares da presidente, o reajuste será feito por faixas. O maior percentual será de cerca de 5%. Dilma, que está reunida com o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, no Palácio da Alvorada, estuda ainda correção das faixas do Imposto de Renda. A decisão de aumentar o benefício ocorre após o secretário do Tesouro, Otavio Ladeira, afirmar que não há espaço fiscal no Orçamento para a medida.
Assessores da presidente reconhecem que o “dinheiro é curto”, mas que, apesar das restrições financeiras, Dilma optou por fazer um reajuste “significativo”. Segundo um auxiliar, a presidente tem ordenado aos ministros que reforcem marcas da área social do governo, dando a “sinalização devida de que não pode haver retrocessos”. Fontes do Planalto têm afirmado que Dilma não promoverá, com o aumento, um rombo nas contas públicas. O impacto dessa medida será de no máximo R$ 1 bilhão.
— Não se está promovendo nenhum rombo e sim uma reafirmação de prioridades — diz um auxiliar presidencial.
Ontem, Barbosa foi perguntado sobre o Bolsa Família e disse que estava sendo estudado, mas que não havia decisão sobre o assunto. Com relação à correção das faixas do IR, caso feita, só valerá para as declarações feitas em 2017.
R$ 100 MILHÕES PARA PROPAGANDA
A duas semanas da votação no Senado que poderá afastá-la do cargo, Dilma Rousseff começou a anunciar medidas de última hora. Ontem, ela prorrogou o Programa Mais Médicos, liberou R$ 100 milhões para gastos com publicidadeda Presidência e outros R$ 80 milhões para infraestrutura das Olimpíadas no Rio.
Na próxima semana, o governo promete liberar todo o orçamento da Polícia Federal previsto para o restante do ano, o equivalente a R$ 160 milhões. O ministro da Justiça, Eugênio Aragão, deixou claro que a liberação dos recursos da PF vai garantir que a instituição não seja afetada em eventual saída de Dilma. Sem citar nomes, fez alusão a eventuais ingerências do governo do vice na PF e Lava-Jato:
— É muito simples. É possível que nós tenhamos uma presidenta suspensa de suas funções. E nós estamos querendo garantir que durante esse período excepcional de até 180 dias a PF funcione independentemente da crise política.

Prefeito Eudes anuncia Paula Fernandes e outras atrações para o aniversário de Fronteiras

O prefeito municipal de Fronteiras, Eudes Ribeiro, anunciou nesta sexta-feira, 29, as atrações artísticas dos show comemorativos ao 81º aniversário de emancipação política do município.
O evento será realizado em dois dias, 08 e 09 de junho, e contará com shows de cantores e bandas em praça pública, dentre eles, o forrozeiro Mano Walter e a sertaneja Paula Fernandes.
O governo municipal está preparando uma vasta programação para festejar o aniversário do município com a população, que será divulgada em breve.
IMG-20160429-WA0012
IMG-20160429-WA0012
Foto: Cartaz/ Divulgação
Piauí em Foco

Shows com Iohannes Imperador, Jonas Esticado e Junior Viana encerram as festividades de Marcolândia; veja as imagens!

Depois de dois dias de programação, mesmo com parte delas canceladas, o município de Marcolândia comemorou na noite desta sexta-feira, 29, em praça publica os seus 24 anos de emancipação politica com shows de diversos nomes do forró da nova geração.
À noite, a partir das 19h, a população prestigiou shows de calouros. Às 22h, as atrações da noite, Jonas Esticado e a nova revelação, Júnior Viana levaram uma multidão à loucura.
Em seguida, a banda Pagodão CDL e o forrozeiro Iohannes encerraram as festividades alusivas  aos 24 anos de emancipação política do município.
Veja as imagens:
DSC_3214DSC_3212DSC_3211DSC_3209DSC_3207DSC_3206DSC_3203DSC_3201DSC_3199DSC_3197DSC_3196DSC_3194DSC_3193DSC_3192DSC_3190DSC_3168DSC_3165DSC_3161DSC_3159DSC_3154DSC_3145DSC_3137DSC_3133DSC_3130DSC_3124DSC_3123DSC_3116DSC_3115DSC_3113DSC_3112DSC_3110DSC_3108DSC_3105DSC_3104DSC_3102DSC_3100DSC_3098DSC_3097DSC_3094DSC_3093DSC_3091DSC_3086DSC_3084DSC_3083DSC_3078DSC_3077DSC_3074DSC_3072DSC_3067DSC_3063DSC_3057DSC_3055DSC_3045DSC_3043DSC_3041DSC_3040DSC_3037DSC_3034DSC_3031DSC_3029DSC_3028DSC_3022DSC_3020DSC_3016DSC_3012DSC_3009DSC_3006DSC_3005DSC_3003DSC_3000DSC_2997DSC_2995DSC_2994DSC_2992DSC_2988DSC_2986DSC_2985DSC_2982DSC_2980DSC_2978DSC_2975DSC_2963DSC_2957DSC_2949DSC_2941DSC_2938DSC_2933DSC_2930DSC_2932DSC_2926DSC_2925DSC_2918DSC_2916DSC_2914DSC_2913DSC_2904DSC_2900DSC_2898DSC_2895DSC_2893DSC_2889DSC_2884DSC_2883DSC_2880DSC_2878DSC_2875DSC_2872DSC_2871DSC_2870DSC_2869DSC_2865DSC_2862DSC_2861DSC_2859DSC_2857DSC_2855DSC_2853DSC_2850DSC_2848DSC_2845DSC_2842DSC_2840DSC_2839DSC_2838DSC_2835DSC_2833DSC_2830DSC_2828DSC_2825DSC_2823DSC_2821DSC_2819DSC_2817DSC_2815DSC_2814DSC_2811DSC_2810DSC_2807DSC_2805DSC_2803DSC_2800DSC_2798DSC_2795DSC_2794DSC_2789DSC_2787DSC_2785DSC_2783DSC_2780DSC_2778DSC_2776DSC_2769DSC_2767DSC_2764DSC_2762DSC_2759DSC_2756DSC_2753DSC_2751DSC_2749DSC_2747DSC_2743DSC_2742DSC_2741DSC_2739DSC_2735DSC_2727DSC_2722DSC_2724DSC_2720DSC_2716DSC_2714DSC_2713DSC_2711DSC_2707DSC_2702DSC_2701DSC_2699DSC_2697DSC_2695DSC_2692DSC_2689DSC_2686DSC_2684DSC_2681DSC_2677DSC_2671DSC_2670DSC_2668DSC_2659DSC_2655
 Fonte: Piaui em Foco